Estamos vivendo uma nova fase do marketing. Essas fases são tradicionalmente nomeadas por números. A primeira fase foi a do Marketing 1.0. A fase em que temos o produto como foco principal. Em sua segunda fase, o Marketing 2.0, o consumidor ganha importância. Na terceira fase, o Marketing 3.0, o consumidor ganha mais importância sendo definitivamente reconhecido como o ponto central. Finalmente temos o Marketing 4.0. Na sua essência ele descreve um aprofundamento da centralização do marketing baseado no ser humano. Acentua-se a preocupação em cobrir toda a jornada do cliente até que ele chegue ao produto. Está jornada torna-se cada vez mais complicada, pois o consumidor transita de forma incessante entre o online e o offline. É um ser cada vez mais cíbrido (Cibridismo se diz quando acaba a barreira entre o mundo real e o virtual). 

 No entanto é fundamental que possamos entender o caminho que ele percorre afim de criar pontos de contato entre o mesmo e o produto que queremos vender. Para um melhor entendimento de sua trajetória lança-se mão de diferentes ciências. O comportamento pode ser visto por perspectivas diferentes por cada ciência. Para a psicologia, o comportamento é o próprio sujeito de estudo. Para a biologia, o termo comportamento significa todas as ações dos seres vivos. Na antropologia são os aspectos culturais. Na sociologia as atividades dos grupos humanos.  

 Nota-se que, para a psicologia, sociologia e antropologia temos um olhar de fora. O comportamento é reação ao ambiente. Já para a biologia é um olhar interno. O comportamento são reações do corpo às mudanças ambientais. Desta forma pode-se dizer que para as três primeiras há uma reação passiva do consumidor e para a biologia a uma reação ativa, o corpo reage com vontade própria.  

 As neurociências, mais especificamente o neuromarketing e a neuroeconomia vem para explicar este lado biológico do comportamento do consumidor. Isto é feito entendendo os processos automáticos que são realizados sem que tenhamos consciência dele.  

 É necessário termos um olhar holístico sobre o comportamento do consumidor para entenderemos melhor o caminho percorrido por nossos clientes até chegar aos nossos produtos. Visões diferentes sobre o comportamento do consumidor se completam para entendermos melhor o caminho de nosso cliente.  

Somente a partir dessa percepção, somos capazes de desenvolver qualquer atividade ou ação como empresa ou produto, de forma assertiva, trabalhando com planejamentos embasados em dados e jamais em suposições.